You are currently viewing Delegacia de Manaus do CRN-7 realiza evento com serviços gratuitos à população em alusão ao Dia Mundial da Alimentação

Delegacia de Manaus do CRN-7 realiza evento com serviços gratuitos à população em alusão ao Dia Mundial da Alimentação

No último dia 28, sexta-feira, a Delegacia de Manaus do Conselho Regional de Nutricionistas da 7ª Região (CRN-7) realizou uma ação especial em referência ao Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro. Na ocasião, realizada no campus de Manaus da UNIP, a delegacia ofereceu uma série de serviços à população amazonense, com atendimento nutricional gratuito e apresentações sobre alimentação saudável.

“Um dos objetivos do evento foi divulgar os guias alimentares da população brasileira do Ministério da Saúde, em uma programação feita em parceria com a UNIP, uma instituição que sempre abre as portas para trabalharmos com questões referentes à alimentação e nutrição”, explicou a nutricionista Daíse Reis, delegada do CRN-7 em Manaus.

Segundo a delegada, a iniciativa partiu do Conselho em parceria com a Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM), através da Coordenação Estadual de Alimentação e Nutrição, juntamente com o movimento Slow Food e a Associação da Pessoa Alérgica Alimentar do Amazonas (APAAM).

Surgido na Itália, o Slow Food é um movimento presente em mais de 160 países e contando com mais de 1600 núcleos de ação local. Para viabilizar o objetivo resumido no lema alimento bom, limpo e justo para todos, o movimento atua em 3 frentes amplas: valorização e salvaguarda da biodiversidade e cultura alimentar, promoção da educação alimentar e do gosto e o estímulo à incidência política, realizadas por meio das diversas campanhas, programas, projetos, articulações e temas em que trabalha. Engajando os povos da cidade, do campo, da água e da floresta, o movimento une forças para construir alternativas capazes de responder a desigualdade, exploração e sofrimento que somente se agravam em nome do desenvolvimento. Além disso, por meio de projetos que promovam a dignidade dos trabalhadores e o respeito à natureza, valoriza os saberes das culturas tradicionais, a diversidade local e as inovações sociais.

Já a APAAM foi fundada em 2020, movida pela luta de mães de Alérgicos Alimentares e com restrições alimentares no estado do Amazonas. Os objetivos da APAAM são: conscientizar, informar, orientar, prevenir, acolher, alertar, assistir e incluir pais, familiares, professores e alunos com restrições alimentares.

Além de ser voltado para a comunidade acadêmica, o evento também foi aberto para a comunidade em geral, e pessoas das comunidades no entorno da UNIP tiveram atendimento nutricional com aferição antropométrica e orientação nutricional.

“Apesar de ter sido um público pequeno, por conta dos feriados, nós notamos que as pessoas gostaram muito da iniciativa, interagiram, ouviram com atenção as explicações sobre alimentos industrializados e ultraprocessados – que estão aumentando consideravelmente o número e pessoas com doenças crônicas não transmissões e obesidade. e também puderam conhecer um pouco mais sobre as plantas alimentícias não convencionais (PANCs); com tudo isso, pudemos perceber a integração da Política Nacional de Alimentação e Nutrição com as ações que defendemos, como a atuação do nutricionista nas diversas políticas públicas.”, explicou Daíse Reis.

Deixe um comentário